segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Resenha - Terra Morta - Fuga de Tiago Toy

Sinopse:Tiago é um rapaz introspectivo que sempre sonhou em viver na megalópole de São Paulo e buscar novos desafios. Só não imaginava que sua chance chegaria da pior maneira possível. Jaboticabal, sua cidade natal, é o cenário de um terrível apocalipse zumbi, uma tragédia que parece saída de um videogame ou filme de terror.


Capa:


Resenha: Esta é uma obra fornecida em parceria pela editora Draco, conhecida no mercado por apoiar a obra de promissores escritores brasileiros.

Tudo na vida é referência: O apocalipse zumbi chegou. Pessoas estão se transformando em criaturas mortais e o mundo não é mais o mesmo. É cada um por si. 
Esse plot seria considerado genial se visto pela primeira vez, porém o tema já está um pouco saturado depois de tantos filmes, livros e séries sobre o assunto. Isso tira um pouco do interesse.
Por outro lado, o fato de a história se passar no interior de São Paulo nos aproxima dos personagens e do ambiente aguçando novamente a curiosidade.

Mais do mesmo, mas com novidades: Todos os elementos já conhecidos estão presentes. Zumbis, destruição, desespero e pessoas correndo por suas vidas. Ainda bem que o autor resolve arriscar algumas novidades colocando elementos que eu não havia visto em outras obras.
O protagonista ser praticante de Parkour ajuda a explicar ele ainda estar vivo e foi uma boa sacada.
Bastante interessante o personagem principal ser uma representação clara do autor.
Como a maioria das obras dessa temática, os personagens vem e vão, sobrando o protagonista e alguns coadjuvantes.

Estrutura e técnica: Se a intenção do autor era preparar uma narrativa de tirar o fôlego, ele conseguiu. O perigo está sempre à espreita, mesmo nos poucos flashbacks que explicam o que aconteceu no primeiro dia de contágio.
Tiago opta pela ação, deixando o horror e o suspense em segundo plano. É alta tensão o tempo todo.
Essa característica cobra o seu preço na parte descritiva do livro. Narrado em primeira pessoa, o foco está sempre na ação dos personagens, deixando o ambiente a segundo plano.
Pequenos problemas de continuidade e erros de digitação foram encontrados como tem sido na maioria das obras de autores nacionais.

Avaliação: Ganhou três estrelas no Skoob. Um bom livro que marca o início de uma saga de um autor que ainda tem muito a mostrar num futuro próximo. 
Leia se você gosta de ação, não leia se a sua praia são cenários e personagens mais profundos.

Postar um comentário