terça-feira, 17 de novembro de 2015

Crônica - Ódio e intolerância na internet

No último final de semana recebi a visita de um querido amigo e passamos a madrugada conversando, como fazíamos na juventude. Bons tempos voltam, por que não?

Entre os vários assuntos discutidos, um acabou por tomar grande parte do tempo: Por que as pessoas não toleram uma opinião diferente das suas?

Meu amigo citou alguém que tinha dito que as religiões deveriam ser abolidas, afinal pessoas matam por causa delas e eu lembrei que então o amor deveria ser abolido, já que existem tantos crimes passionais.

E então lembramos como a internet se tornou a disseminadora mor da falta de bom senso coletiva. Se alguém diz que não gosta do PT, isso implica necessariamente que se trata de um PSDBista. A pressuposição acontece como regra, gerando um ódio de proporções bíblicas, ou Torácicas, Corânicas...

Válido notar que eu e meu amigo discutíamos religião na madrugada, sendo que temos crenças bastante distintas, mas isso não importa, só nos ajuda a enxergar a diversidade. Hoje recebi essa tirinha do e compartilho abaixo:


Daí me lembrei do que li no facebook ontem num comentário revoltado de um ser humano, insatisfeito com a reação de piedade de algumas pessoas com a tragédia acontecida em Paris. Ele defendia fervorosamente que a tragédia de Mariana merecia mais destaque, afinal o número de óbitos foi maior e aconteceu em nosso país. Já tem gente querendo escolher de quem as pessoas podem ou não ter piedade.

Se eu gosto de Star Wars não posso gostar de Star Trek. Sim, até na comunidade Nerd existem tribos que criam rivalidades sobre assuntos que poderiam ser complementares. 

A internet se tornou o carro moderno. Quando entramos nela, colocamos o cinto de segurança e nos sentimos numa cúpula protetora, onde podemos ofender, gesticular, desferir fechadas e avançar o sinal, assim como o Pateta motorista.

Meu amigo foi embora, ainda mais caro do que antes, pois são pessoas com opiniões divergentes à minha que me fazem ser um pouco menos medíocre a cada dia. 

Se você não concorda comigo, seja meu amigo e vamos ter logas discussões amigáveis.
Postar um comentário