terça-feira, 12 de julho de 2016

Resenha - A idade da razão de Jean-Paul Sartre

Sempre tive curiosidade em ler Sartre. talvez por ser um daqueles escritores clássicos que todo mundo precisa ler um dia, principalmente alguém como eu, estudante de letras e escritor.

Pois bem, o escolhido foi "A idade da razão" que me foi encarecidamente emprestado por um concunhado. Um livro que já parece velho ao olhar a capa. Dura e sem preocupação com imagens. O nome do autor ao topo diz tudo...

Um livro de páginas amareladas e que fala sobre pessoas que se sentem velhas. A obra trata de personagens em crise de meia idade, seus pensamentos, devaneios e preocupações agora que julgam não mais serem jovens.

Uma leitura difícil porque Sartre mistura diálogos, pensamentos e descrições, sem se preocupar muito com as ações, dedicando muitos parágrafos ao ambiente. 

A história em si tem partes interessantes, embora seja bastante arrastada. Acompanhamos a vida de algumas pessoas a viver em Paris, seus relacionamentos, segredos, medos e vontades. 
O autor toca com talento em assuntos como aborto, drogas, homossexualismo, liberdade, casamento e até comunismo. 

Vale a pena se você tem mais de trinta anos, se gosta de livros densos ou se é um estudante de alguma ciência ligada à literatura.
Ganha 3 estrelas em 5 no skoob e no Goodreads.
Postar um comentário