terça-feira, 3 de abril de 2018

Resenha - A fada negra (O segredo do cristal) de Crysmagalhães

Olá meus caros leitores desinformados, como vocês estão?

Estavam com saudades de uma resenha? As coisas andam corridas, mas sempre arrumamos um tempinho para a literatura, principalmente se for de livro nacional.

E o livro de hoje é a sequência de uma obra já resenhada por aqui. A Fada Negra de Crysmagalhães - https://desinformadoss.blogspot.com.br/2017/01/resenha-fada-negra-e-entrevista-com.html


Capa:


Assim como na primeira parte, a capa é bastante bonita e chamativa, além de nos dar algumas pistas sobre o que encontraremos na história

SINOPSEQuando tudo parece calmo, o Reino de Éder corre o risco de ser novamente invadido pelas
forças obscuras da Fadas Negras. A incerteza renasce... O passado, nunca esteve tão 
presente e a família real descobre fatos há muito escondidos... Isso mudará para sempre
algumas vidas.
Novos lugares serão explorados...
Um desaparecimento misterioso colocará em risco a vida de todos.
Os mortos mandam cumprimentos.

DADOS TÉCNICOS: 2017, 190 páginas, Editora Chiado, Crysmagalhães

RESENHA: Começo essa resenha alertando ao leitor que, como se trata de uma continuação, haverá SPOILERS tanto desse livro quanto do primeiro, então se você ainda não leu, corra adquirir os seus e depois volte para essa resenha.

Para comprar o seu: https://www.chiadobooks.com/livraria/a-fada-negra-o-segredo-do-cristal

Em O segredo do Cristal temos a continuação dos acontecimentos mostrados em A fada negra onde os intrépidos Yago e Peter derrotaram e aprisionaram a terrível criatura das trevas que colocava em risco o reino de Éder.

Nessa segunda parte somos levados 5 anos após esses acontecimentos e nos deparamos com aqueles adolescentes muito mais maduros, já pensando em coisas de adultos como namoricos, ciúmes e objetivos na vida adulta. Yago continua seus estudos para se tornar um feiticeiro enquanto Peter está mais interessado é na irmã do amigo.


O segundo volume da obra nos leva a conhecer mais do reino de Éder e amplia os núcleos de personagens, ao contrário da primeira obra que focava mais nos dois meninos e na fada negra.

O CONFLITO:  Como dito, não há em "o segredo do cristal" um conflito muito claro como na primeira parte. Ao invés disso a autora prefere nos colocar em um ambiente de certo mistério e resolve pulverizar a trama criando pequenos problemas em diferentes partes do reino.

Temos a família real agora com duas filhas gêmeas e um grande segredo envolvendo o passado da rainha, temos o desaparecimento do irmãozinho de Yago que leva muitos em sua busca e ainda temos a fada Yasmim e sua paixonite por Yago, "resolvida" pela criação de um "clone" chamado Yog.

Esses três conflitos menores se interligarão ao final da obra para criar o ápice e explicar ao leitor o que realmente estava acontecendo.

CONEXÃO COM O PASSADO: Apesar de essa segunda obra ser uma sequência da primeira, em várias partes ela funciona como um "prequel". Isso porque a autora usa esse presente para explicar melhor fatos acontecidos no passado dos personagens. Ações tomadas pela família real, pela fada negra e por outros personagens importantes no passado são até mais importantes do que as consequências geradas no tempo atual. É um livro que explica bastante e aumenta o mundo de Éder para quem leu o primeiro livro.

MUITOS PERSONAGENS: O fato de a autora aumentar os núcleos e inserir vários novos personagens ou desenvolver melhor alguns coadjuvantes faz com que nos integremos melhor ao reino e consigamos entender melhor as motivações de cada um.
Infelizmente isso acabou gerando uma consequência um pouco desagradável que é o excesso de personagens.
Enquanto na primeira parte nos identificamos facilmente com os meninos, com a vilã ou com o alívio cômico presente na figura do duende Dymi, nesta segunda obra chegamos a nos confundir um pouco com a quantidade de nomes e descrições de personagens, algo que pode atrapalhar um pouco a leitura.

REVIRAVOLTAS:  Se por um lado, o número gigante de personagens causa algum incômodo, o final da obra e as reviravoltas mostram uma evolução em relação à obra anterior. O primeiro livro trazia uma trama mais simples e linear, sem correr muitos riscos enquanto o segundo aposta num clima mais misterioso e nas relações entre os personagens.
Confesso que me surpreendi quando um traidor é revelado e alguns segredos são finalmente expostos.



CONCLUSÃO: O Segredo do Cristal continua bem a obra inicial, desenvolve personagens e aposta no crescimento também do leitor. Se o primeiro apostava num público infanto-juvenil, o segundo pode perfeitamente agradar a esse mesmo público um pouco mais crescidinho. 

Foi uma grande honra para mim ter participado desse projeto, tendo revisado a obra e espero ter deixado o texto ainda mais interessante para o leitor. No Skoob a avaliação é de 3 estrelas, um livro tão bom quanto o primeiro, apenas de uma forma diferente.

Esperamos que o reino de Éder ainda nos renda outras histórias, pois o mundo está criado e muitos personagens ainda pedem por mais histórias.

Não deixe de comentar aqui o que achou da obra ou dessa resenha, assim ambos podemos melhorar...

Abraços
Dan Folter!
Postar um comentário