domingo, 11 de julho de 2010

Duas rapidinhas do Matuto



O Matuto limpando o toba

Tava lá o Matuto no táxi com mais dois "companheiros" de trampo quando um deles fala pro taxista acelerar que ele precisava dar uma "evacuada".
O Matuto, perdendo mais uma chance de ficar calado, solta a pérola: "maninho, depois que você caga, como que cê faz pra enxugar o toba?"
Como assim? a resposta do cara já fez os outros começarem a prestar mais atenção no papo...
Ué, eu venho com o papel lá por trás e tiro aqui pela frente (falou isso passando a mão no rego, mostrando o caminho). E vocês?
Daí todos chegaram a um consenso que o caminho do papel era de baixo pra cima saindo por trás, de preferência em direção ao cesto de lixo.
O Matuto ficou inconformado dizendo que do jeito dele era muito mais fácil e só ficou quieto depois de ouvir:
"imagina você comendo a sua mina e ela reclamando que seu saco tá fedendo a merda, fora ela achar que você comeu o rabo de alguém antes de fazer com ela"
Até o taxista não se aguentou e rachou o bico

Matuto no CPD

Matuto é de TI (tecnologia dos Idiotas). Foi a um desses CPDs super seguros com vários controles de entrada e o máximo de controle que ele conhecia chamava fechadura...
Logo de cara precisou deixar o nome, RG, CPF, Carteira de motorista, só que ele não sabe nem o CEP da casa dele, haja papelzinho de pão na carteira verde limão com velcro que ele fica abrindo e fechando pra ouvir o barulhinho, olha que legal maninho, ruck, ruck, ruck ruck...
Logo depois veio a coleção de impressões digitais, colocar a mão três vezes num desenho com o formato da mão? parece fácil né... o animal conseguiu colocar a mão esquerda...
Mas a melhor parte foi na hora de fazer a identificação de retina, depois de fazer piadinhas com 007 e cantar a tema de missão impossível ele se colocou na frente da máquina que dava instruções em português de portugal.
"Abra mais os seus olhos" ele arregalava o olho e só um reconhecia.
"Abra mais os seus olhos" Pareceu que as órbitas iam cair no chão de tanta força que ele fazia.
"Afaste-se um pouco mais" e lá ia ele pra trás sorrindo e ajeitando o cabelo, parecia o príncipe encantado do Schreck.
"Regule a altura" e ele ficou na ponta dos pés, depois abaixou dobrando os joelhos, até que alguém mostrou que a máquina regulava em altura.
"Olho não reconhecido, tente novamente abrindo mais o olho" daí ele não se aguentou e virou o rabo para a máquina, lê esse olho agora portuguesa FDP!
Nem o segurança conseguiu conter o riso...
Postar um comentário