quinta-feira, 14 de abril de 2016

Literatura - Resenha - O senhor do vento de Gabiel Réquiem

Escritores não tem cartão de visitas. Mas se por acaso o tivessem, Gabriel Réquiem, promissor escritor brasileiro poderia usar o conto "O senhor do vento" como o seu cartão de visitas.

Isso porque em "O senhor do vento" Gabriel nos dá uma mostra muito interessante da sua escrita, com termos sofisticados, ironias e até termos chulos colocados de forma muito competente.

Se o estilo do escritor já chama a atenção e nos faz ficar com vontade de ler mais, a obra aqui resenhada também ajuda bastante por sua história bem bolada e seu final surpreendente.

Se você já ouvir falar ou mesmo é fã da obra "Sitio do Pica Pau amarelo" de Monteiro Lobato, vai perceber a influência desta logo no início com referências bem óbvias e propositais.

O protagonista, um garoto do interior se depara com um baú do tesouro e encontra um diário. A leitura desse diário nos revela uma aventura fantástica de um antepassado desse garoto.
Prepare-se para uma história latente, violenta e explícita, com um final que me foi surpreendente e satisfatório, pois interliga de forma correta, o que, em algum ponto parecia um tanto desconexo.

Falar mais do que isso sem entrar nos spoilers é complicado, por isso, ao contrário das minhas últimas duas resenhas onde houve decepção, aqui fica a indicação para que todos leiam esse conto e a minha expectativa para que, ao ler outras obras do mesmo autor, sejam tão boas quanto essa.
Postar um comentário