segunda-feira, 18 de abril de 2016

Crônica - Dilma pode cair! E depois?

A população se revoltou, foi às ruas e pediu a saída da presidente Dilma pouco tempo após dela ter sido eleita.

A votação de ontem no congresso foi comemorada com fogos de artifício pelo país como se ano novo fosse.

Se Dilma realmente sair, o que muda de verdade? Que garantia temos de que o próximo presidente e seus aliados farão um governo digno? Nenhuma, embora nesse ponto apostar no duvidoso é melhor do que manter o que já está MUITO ruim.

Já que não podemos garantir o trabalho dos outros, podemos interferir onde temos poder. Em nossas próprias atitudes. Em nosso próprio modo de agir.

E se cada um de nós, trabalhadores comuns parássemos de delegar apenas aos governantes o destino de nossas vidas e promovêssemos a mudança? Muitos diriam que uma andorinha não faz verão, mas você pode usar a rede social, falar com a sua família e os seus vizinhos que nós também somos responsáveis pelo país.

No dia em que Dilma cair, faça com que isso represente algo novo em sua vida. Pense nas atitudes que você toma e que sabe que estão erradas, mas que você encontra um pretexto para continuar tomando.
É aquele "gato" que você acha justo apenas porque o serviço é caro. É a promessa que você deixa de honrar porque "não vai dar nada".

Em vez de se reunir aos milhares para reclamar do governo corrupto, vamos nos concentrar nas nossas pequenas corrupções do dia a dia. E não me venha me dizer que não faz nada de errado nunca. Quem se atreveria a jogar a primeira pedra...

O Brasil pode ser um lugar melhor. Depende de um governo melhor, organizado e honesto, mas também depende de mim e de você.

E aí, topa?
Postar um comentário