quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Crônica - A importância da crítica

Ninguém gosta de ser criticado.

Quando realizamos algum trabalho, queremos receber o reconhecimento por ele. Pode ser uma promoção, um aumento de salário ou até mesmo um simples "obrigado".

Quando lidamos com a arte, o problema é ainda maior. Aquele livro, música, desenho que foi feito com tanto amor e dedicação não irá agradar a todos. Como diz a sabedoria popular: "nem Jesus agradou a todos", mas tenho reparado que as pessoas estão muito sensíveis às críticas.


Qualquer comentário que não seja um elogio é logo interpretado como arrogância, inveja ou aquele famoso: "Você não entendeu a genialidade da minha obra".

Esse é um grande problema da atual geração, criada sem ouvir a palavra não. E senti isso na pele recentemente.

Tenho publicado e lido obras na plataforma chamada wattpad. É uma ferramenta excelente, pois permite que qualquer um coloque seus escritos ali para apreciação dos outros. Infelizmente a grande maioria é de uma qualidade tão baixa que não passo do primeiro capítulo, mas, as vezes, tem coisa muito boa por lá.

O problema começa quando uma pessoa baixa uma foto de um artista da internet, coloca seu nome por cima, escreve algumas páginas e sai dizendo ao mundo que é escritor.

Li o livro de um jovem cuja história era interessante, mas escrita de forma bastante ruim, cheia de erros básicos. Ofereci ao autor o serviço de revisão do texto, já que a história era boa, se bem revisado, poderia render algo mais sério. Fui escorraçado pelo rapaz.

A justificativa dele era o número alto de leituras. Se muita gente leu, então é bom... Como se a música que vende mais ou o programa mais assistido fossem os melhores...

Ontem, dei uma chance para uma autora que foi atenciosa comigo lendo uma obra minha e quis retribuir o favor. Coloquei um comentário simples, avisando sobre a repetição de palavras e dá-lhe pancada. Dessa vez nem foi a autora, mas uma outra leitora.
Segundo ela a linguagem não é ruim, mas adequada para adolescentes... É isso mesmo. Se você não fez vinte anos, a linguagem direcionada para você é ruim pois o mundo te considera incapaz de ler algo melhor...

Fico triste. Recentemente cedi meu livro para alguns blogs. A ideia é que leiam e digam o que acharam, seja bom o mau. Preciso de críticas construtivas para ser um autor melhor. Eis que uma pessoa avaliou o livro com nota máxima antes mesmo de recebê-lo...  Entendo que a pessoa quer me agradar, talvez garantir o recebimento de outros livros de graça mas... Como confiar na opinião dela?

Qualquer crítica, desde que feita com educação e respeito deve ser aceita. Elogios são bons claro, mas é a visualização dos nossos erros que nos ajuda a crescer.
Postar um comentário