quarta-feira, 1 de março de 2017

Crônica - Expectavivas

Você já parou para se perguntar o que é a felicidade. Qual o sentido da vida?

Essas perguntas têm atormentado a humanidade por gerações, mas encontrei uma definição bastante simples para a tal felicidade:

"Ser feliz é conseguir aquilo que se quer!"

Pode parecer muito simplista, mas vamos exercitar:

Para alguns a felicidade é um celular novo, um carro importado, conquistar a pessoa amada. Para outros pode ser uma roupa usada ou um prato de comida.

Isso me faz pensar se o que nos faz infelizes não seja a nossa expectativa. 
Sabe quando falam tanto de um filme que vai sair, o famoso "hype", e nós vamos ao cinema esperando aquela obra que vai mudar a nossa vida? Normalmente saímos decepcionados do cinema porque aumentamos demais as nossas expectativas.

Já parou para perceber como a Disney e suas histórias arruinaram a vida amorosa da maioria das pessoas? Todos esperamos por príncipes e princesas, mas nos deparamos com pessoas normais, com qualidades e defeitos.

Nossas vidas foram estragadas pelos "felizes para sempre"

Para ter uma vida mais satisfatória, talvez devêssemos nos portar como os animais. Um cão explode de felicidade toda vez que seu dono chega, enquanto um familiar diz um "oi" atravessado enquanto olha a tela do celular.

Um passarinho se regozija numa poça d'água enquanto reclamamos da temperatura do chuveiro. Porque a expectativa criada na "sociedade perfeita" diz que nossas casas precisam ser enormes, cheias de tecnologia e, provavelmente, difíceis de limpar...

Não é conformismo. Agradeça a Deus pelo que recebeu e não lute por por mais nada. É diferente disso. É mais como: Enquanto luta para conquistar mais, seja feliz com o que já possui!"

Vamos exercitar as expectativas mais baixas, e, quando as conquistas vierem, seremos muito mais felizes com isso.

OBS: Se você não reconheceu a imagem, é a capa de Led Zeppelin IV, um álbum que me faz feliz ao ouvir. 

Postar um comentário